sábado, 11 de março de 2017

A Delícia das Couves Portuguesas Biológicas

A Primavera está à porta e, apesar da fraca precipitação ao longo do Outono/Inverno, a nossa horta floresce.

Já fez um ano que mudámos a localização da horta e bendita a hora que o decidimos fazer. Agora temos mais trabalho, mas os resultados também têm sido melhores e isso inspira-nos a fazer mais e mais. Ainda não estamos na fase da autossustentabilidade, mas a produção já satisfaz e para lá caminhamos, passo a passo.

Há dois ou três dias apanhei a primeira couve portuguesa, daquelas que plantámos em Novembro passado. Demoraram um pouco mais a crescer do que estava inicialmente à espera, mas a verdade é que a falta de chuva atrasou o desenvolvimento de tudo, no geral. Mas a espera valeu a pena, oh se valeu!

Logo nesse dia à noite fiz sopa com essa couve e a diferença no sabor foi incrível! Não houve grande diferença nos ingredientes que usei para a base desta sopa, em relação às sopas anteriores. A única diferença é que em vez de couve de outras hortas ou de supermercado, usei a nossa primeira couve, cultivada em ambiente totalmente biológico. Mas o sabor ficou bem diferente. Aliás, ficou com sabor, que é uma coisa que falta a todos os legumes "de aviário".


E já sabemos, que para além do paladar ser diferente, os legumes cultivados em modo biológico têm também uma coisa que, apesar de não ter sabor, tem muita importância: têm mais nutrientes, logo mais saúde. 

Nos dias de hoje, que tanto se fala de nutrientes, vitaminas, minerais, antioxidantes, proteínas, hidratos, gorduras, açúcares, etc, esquecemo-nos que há diferenças, em termos de riqueza nutricional, entre alimentos biológicos e alimentos de produção massiva. Bem sei que nem todas as pessoas têm local, tempo ou vontade de ter horta, mas a verdade é que até é fácil cultivar coisas, nem que seja na varanda.

(vista geral do canteiro com as primeiras couves que plantámos)

E já existem muitas soluções para quem não pode, não quer ou não tem terreno ou tempo para cultivar. Cada vez mais agricultores apostam no modo de produção sustentável e biológico e nós, conscienciosos consumidores, é que ganhamos.

Nós por cá, vamos continuando a cultivar os nossos legumes e frutas, totalmente sem químicos, respeitando as regras da Natureza, aproveitando os seus saborosos resultados e comendo pratos muito mais ricos, tanto no sabor, como na nutrição.
E vocês?

Bom fim de semana!

30 comentários:

Andreia Morais disse...

Confesso que não sou fã de couves, mas é uma beleza de couve. E acredito mesmo que o sabor seja completamente diferente, e para melhor.

Beijinhos*

Elvira Carvalho disse...

Saudades do tempo em que tínhamos um quintal e tudo era biológico.
Deixo um abraço e votos de bom Domingo.

Catarina disse...

Gostaria de ter uma horta assim!!! É tão relaxante ter a possibilidade de colher aquilo que plantámos!! Nunca me ocorreria ter este pensamento há 20 anos! : )

Lete disse...

E fazes muito bem, Catarina. Quem me dera!
Adoro couves, adoro todos os legumes e todas as frutas, então quando são biológicos têm um sabor inconfundível. Às vezes, oferecem-me limões, couves, nabos... e agradeço de todo o coração, porque são bens raros e preciosos que muito nos ajudam na saúde.
Linda essa couve... hum... que inveja (da boa é claro).
Beijinho grande e muitos parabéns pelo que recolhes desse tesouro, chamado terra!

Bella disse...

Couve portuguesa, ou couve troncha como se chama na minha terra é a minha couve preferida. Adoro cozida com batatas e azeite. A minha prima cultiva e dá-nos tudo sem químicos. Também compramos a um senhor da nossa terra que tem agricultura biológica.

O sumo da couve portuguesa é uma delícia!

Bjs

Graça Pires disse...

A couve portuguesa é excelente e cultivada em ambiente totalmente biológico deve notar-se a diferença. Bom cultivo e boa colheita.
Uma boa semana.
Beijos.

Ana disse...

Que bom Catarina, fazem muito bem, também adoro couve portuguesa, aliás adoro toas as couves, também consumo os vegetais bio, compro a um produtor bio que me entrega em casa semanalmente, apenas compro a fruta no supermercado, temos que tentar fazer boas escolhas, beijinhos

no one disse...

Cultivar couves na varanda é utópico. Já experimentei e as couves ficaram minorcas. A única coisa em que tenho algum resultado, é nas "ervas". Salsa, coentros, hortelã, chá príncipe e de menta. Tenho um loureiro e roseiras e já tive tomate cherry, mas couves não dá, apesar de as ter plantado numa vasilha enorme transformada em vaso gigante.
Provavelmente era a terra que não prestava...

Catarina disse...

Delícia mesmo é sermos nós a semear, a plantar, a ver crescer e depois colher e comer!
É maravilhoso poder fazê-lo! Cada vez mais dou valor a isso!
beijinho enorme minha querida!

Isabel disse...

Olá Catarina,
Fico sempre muito entusiasmada com o teu exemplo, apesar de também ter uma horta, já comentei contigo que não é bem ao meu jeito e não é totalmente biológica, um dia sigo o teu exemplo e mudo a horta para um terreno só meu, o problema é que não tendo quem dê uma ajuda fica complicado porque moramos longe, mas haja vontade que um dia arranjo forma ... :)
bjs

Horticasa hoticasa disse...

Muito bom! Parabéns!
Eu mal ou bem, desde que estou em Leiria nunca mais comi coisas sem ser do quintal, tens razão, não tem comparação...
... e as corridas? Fiz os 26Kms do Sicó, fiquei em primeira no meu escalão, beijinho

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Caldo verde veio em mente
Com as couves de Portugal
Que não sendo tão igual
À nossa e não diferente

Diferi, unicamente
O preparo desigual
Nosso caldo trivial
É menos forte e quente.

Faço ao liquidificador
Caldo verde com teor
De clorofila o bastante

E o português, feito por
Carnes e o verde ao calor
De vigor fortificante.

Grande abraço. Laerte.

PINTA ROXA disse...

Tenho no frigorifico uma, apanhada no domingo, a aguardar ir para a panela, tambem vieram espinafres e grelos que já foram comidos. Eu gosto muito de legumes, e vagens, tirando as favas...
Beijinhos e boa semana.
Pinta

Mena Almeida disse...

Há muita diferença nos produtos biológicos sim, nos cultivados com adubos quimicos não +e a mesma coisa, eu não cultivo nada, mas às vezes dão-me produtos desses e é outra coisa sim.
Beijinhos

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Adoro principalmente em calo-verde e temos sorte por ainda haver muitas hortas e hortinhas por esse país fora que ainda cultivam de uma maneira artesanal e ecológica.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Sandra Oliveira disse...

Mas que maravilha Catarina :)
Eu também tenho horta em casa e realmente é muito diferente. Dá muito trabalho e é preciso tempo. Eu tenho a minha mãe com essa tarefa que nos ajuda. Não há nada como sabermos o que estamos a comer :)
Cada vez mais, temos de fazer melhores escolhas :)
Boa continuação para essa horta que está a ficar linda :)
Beijinhos

As Mulheres 4estacoes disse...

Gosto de salada de couve, com ela cortada bem fininha. Sendo cultivada de forma mais natural possível, deve ser bem mais saborosa.
Aproveitei para ler as outras postagens e vou testar a clara de ovo.
Um abraço,
Sônia

cozinha100segredos disse...

É muito gratificante colhermos o que semeamos/plantamos! E sem dúvida que o que é biológico é muito mais saudável e muito mais saboroso! Que lindas as tuas couves! Dá gosto ver! Beijinhos

Isa Sá disse...

Adoro sopa de couves!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Lindo blog. Parabéns e um feliz dia

Os olhares da Gracinha! disse...

Ainda esta semana fiz um sopa com elas!
Adoro couve!!!bj

Simone Felic disse...

Olá Catarina
É verdade, além de serem mais saborosos os orgânicos são muito mais saudáveis do que são produzidos maciçamente, a sopa de couve eu adoro, vou fazer também.
Bjs

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

piteis da dinha disse...

Oi Catarina, bt!
Eu adoro couve, mas realmente a orgânica tem outro sabor. Pena que eu moro em apartamento pq se fosse em casa certamente eu teria uma belíssima horta kkk
Parabéns!
Bjsssss amiga

Arroz Di Leite disse...

Que bela horta e saber que não tem nenhum agrotóxico e excelente. Gosto muito e couve, puxadinha no bacon, saladinha crua bem fininha quem resiste.
Bjs

Tânia Camargo

CÉU disse...

Olá, Catarina!

A primavera já chegou, mas mto fria e até com neve, em determinadas zonas. Isto só visto! O clima, a terra e as pessoas parece que andam às avessas, não sei.

Ora, mais uma belezura: que bonita e rica couve! Não aprecio couves, mas esta o meu olhar já a comeu. Tu tens razão: acho k cada vez mais, as pessoas estão a virar-se para os produtos biológicos e se não têm espaço, nem paciência, para os cultivarem, compram-nos, mas claro mto mais caros.

Beijos e bons sabores.

Elisabete disse...

Fiquei com água na boca.
Bom domingo.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, sem duvida que os produtos biológicos são saudáveis, pena é, que os mesmos para o consumidor não seja acessível no valor para serem comprados, assim, naturalmente o consumidor continua a consumir o que é menos saudável, gosto de tudo que são verduras embora já tenha encontrado verduras intragáveis no sabor.

Poções de Arte disse...

Concordo com vc que o que plantamos tem sabor totalmente diferente e tudo que compramos parece "não ter gosto".
Na Caverna Real vamos plantando uma coisinha aqui, outra ali e quando colhemos é uma alegria. Tenho vontade de ter uma hortinha maior, mas como vc disse, é aos poucos.
Sua couve deu água na boca.
Que sua horta prospere a cada dia!

Abraços e feliz semana.

Alicia disse...

QUE BUENO!!!
YO TENGO COL DEL AÑO PASADO Y TIENE BICHITOS PERO NO QUIERO PONERLE NADA DE PESTICIDAS...
LOS ARANDANOS LOS COMO DEL CANADA...PERO NO TENGO PLANTA.
MIRARE SI LA ENCUENTRO.
CHAUCITO

Poções de Arte disse...

Bom dia, Catarina!
Vim do seu outro bloguinho, onde tentei deixar coment no post "Prenda para Miúdos", mas diz que eu não tenho permissão, então vou deixar aqui, já que escrevi tudo lá rsrs.

Acho a ideia super válida, afinal, é difícil criança não gostar de doce.
O colorido também chama a atenção e ficou divertido tudo tão bem embaladinho.

Obrigada pelo carinho com a plaquinha da Sarah.

Feliz semana, abração esmagador.