sábado, 11 de março de 2017

A Delícia das Couves Portuguesas Biológicas

A Primavera está à porta e, apesar da fraca precipitação ao longo do Outono/Inverno, a nossa horta floresce.

Já fez um ano que mudámos a localização da horta e bendita a hora que o decidimos fazer. Agora temos mais trabalho, mas os resultados também têm sido melhores e isso inspira-nos a fazer mais e mais. Ainda não estamos na fase da autossustentabilidade, mas a produção já satisfaz e para lá caminhamos, passo a passo.

Há dois ou três dias apanhei a primeira couve portuguesa, daquelas que plantámos em Novembro passado. Demoraram um pouco mais a crescer do que estava inicialmente à espera, mas a verdade é que a falta de chuva atrasou o desenvolvimento de tudo, no geral. Mas a espera valeu a pena, oh se valeu!

Logo nesse dia à noite fiz sopa com essa couve e a diferença no sabor foi incrível! Não houve grande diferença nos ingredientes que usei para a base desta sopa, em relação às sopas anteriores. A única diferença é que em vez de couve de outras hortas ou de supermercado, usei a nossa primeira couve, cultivada em ambiente totalmente biológico. Mas o sabor ficou bem diferente. Aliás, ficou com sabor, que é uma coisa que falta a todos os legumes "de aviário".


E já sabemos, que para além do paladar ser diferente, os legumes cultivados em modo biológico têm também uma coisa que, apesar de não ter sabor, tem muita importância: têm mais nutrientes, logo mais saúde. 

Nos dias de hoje, que tanto se fala de nutrientes, vitaminas, minerais, antioxidantes, proteínas, hidratos, gorduras, açúcares, etc, esquecemo-nos que há diferenças, em termos de riqueza nutricional, entre alimentos biológicos e alimentos de produção massiva. Bem sei que nem todas as pessoas têm local, tempo ou vontade de ter horta, mas a verdade é que até é fácil cultivar coisas, nem que seja na varanda.

(vista geral do canteiro com as primeiras couves que plantámos)

E já existem muitas soluções para quem não pode, não quer ou não tem terreno ou tempo para cultivar. Cada vez mais agricultores apostam no modo de produção sustentável e biológico e nós, conscienciosos consumidores, é que ganhamos.

Nós por cá, vamos continuando a cultivar os nossos legumes e frutas, totalmente sem químicos, respeitando as regras da Natureza, aproveitando os seus saborosos resultados e comendo pratos muito mais ricos, tanto no sabor, como na nutrição.
E vocês?

Bom fim de semana!